Trabalhos de Investigação da Beirodial

Resumo

 

O calibre das agulhas utilizadas em hemodiálise podem melhorar a eficácia dialítica, uma vez que aumentando o fluxo sanguíneo pode haver oscilações nos resultados na cinética da ureia. Procurando comprovar esta teoria realizou-se uma estudo comparativo durante 6 meses, utilizando-se em 2 trimestres diferentes agulhas 15G e 16G nos mesmo doentes (N=40). Avaliou-se a pressão arterial e venosa, tempo de hemostase, tempo de cicatrização da ferida, dor subjectiva à punção e valores mensais de Kt/V. Os fluxos sanguíneos registaram-se entre 400 e 450 ml/min.

Agulhas 15 G 16 G
Total sessões 1557 1557
Pressão (mmHg)
PA - Média -170.8 -190.0
PA - Desvio Padrão 34.6 33.1
P 0.052
PV - Média 178.2 190.1
PV - Desvio Padrão 34.7 32.0
P 0.321
Hemostase (minutos)
< 10 99.3% 99.6%
> 10 0.7% 0.4%
Kt/V
Média 1.86 1.82
Desvio Padrão 0.25 0.23
P 0.057

- Relativamente ao Tempo de Cicatrização da ferida provocada pela inserção da agulha, verificou-se que o período temporal era semelhante;
- Quanto à Dor, concluiu-se que não se tratava de um variável de analise estatística, uma vez que a maioria dos doentes não a valorizou.

 

Este estudo, levado a cabo durante 6 meses, permitiu que 40 doentes pudessem experienciar punções com agulhas 15G e 16G. As variáveis estudadas revelaram uma relação com o calibre sem significância estatísticas relevante. No entanto apontamos como boa prática, o uso de agulhas com calibre 15G, já que empiricamente, podemos apontar no uso destas, fluxos sanguíneos mais elevados e pressões arteriais e venosas mais aceitáveis.